Propinas

10.01.2019

Back to news

Um funcionário acessou seu e-mail pessoal a partir do computador da empresa - o sistema automaticamente "escaneou" as últimas mensagens enviadas e recebidas. Em uma delas o funcionário perguntava a seu correspondente sobre o montante da remuneração.

Investigação e prevenção do incidente:

A investigação revelou que o destinatário do e-mail trabalhava em uma empreiteira que estava por assinar um grande contrato. Havia uma conspiração: o especialista estava sendo subornado para promover os interesses do potencial parceiro.