Tentativa de vazamento de produtos exclusivos da empresa

12.12.2018

Back to news

O serviço de gerenciamento de risco detectou arquivos com dados confidenciais no computador de um funcionário que não possuía direito de acesso aos mesmos. Além disso, no momento do incidente, o funcionário estava de férias.

O sistema DLP mostrou que, através do PC eram concedidos regularmente meios para o acesso remoto. Descobriu-se que o administrador da rede estava envolvido no caso, e que armazenava temporariamente os dados confidenciais no computador da vítima antes de transmiti-los para terceiros. Assim, um funcionário respeitável poderia ter se tornado, inocentemente, "cúmplice" no vazamento de informações, mas isso pôde ser impedido.